Consumo Inteligente e Energia Limpa

Conheça propostas para liderar a transição para a economia de baixo carbono.

Apoiar a educação ambiental e o consumo inteligente de fontes renováveis fazem parte das transformações propostas pela Agenda CEBDS, com foco no desenvolvimento sustentável do Brasil.
Veja outros objetivos:

SITUAÇÃO ATUAL

Leilões de compra de energia são realizados em âmbito nacional

 

ONDE QUEREMOS CHEGAR

Maior segurança para o sistema elétrico

SITUAÇÃO ATUAL

Intermitência das fontes renováveis: não se consegue fornecer energia renovável de forma contínua e previsível.

 

ONDE QUEREMOS CHEGAR

Redução de perdas e fornecimento adequado (confiável e sem afetar a qualidade elétrica da rede) de energia renovável.

SITUAÇÃO ATUAL           

No caso da população de baixa renda é mais premente o uso de equipamentos de alto consumo de energia.

 

ONDE QUEREMOS CHEGAR

Consumo mais eficiente para a população de baixa renda e redução de perdas de distribuição.

SITUAÇÃO ATUAL

Preços controlados da gasolina afetam a expansão da produção de biocombustíveis e induzem o consumo perdulário, além de gerar déficits comerciais importantes.

 

ONDE QUEREMOS CHEGAR

Incorporação da ótica econômica e internalização do benefício ambiental.

SITUAÇÃO ATUAL

Existem linhas de financiamento, mas não conseguem solucionar o problema do custo de oportunidade do investidor privado.

 

ONDE QUEREMOS CHEGAR

Linhas de financiamento diferenciadas.

Valorar para o cogerador o benefício que ele traz para a rede em termos de qualidade da energia e como reserva de potência.

SITUAÇÃO ATUAL

O país não dispõe atualmente de infraestrutura para dar suporte ao abastecimento de veículos elétricos. Não há políticas de incentivos fiscais.


ONDE QUEREMOS CHEGAR

Um país com uma mobilidade mais sustentável – menos emissão de gases de efeito estufa – e eficiente.

SITUAÇÃO ATUAL

Aproximadamente 40% de todo o lixo produzido no Brasil não tem destinação adequada, desperdiçando o potencial de renda de R$ 8 bilhões por ano de material que não é reciclado.

Cerca de 36 milhões de brasileiros ainda não têm água tratada. Apenas 48,1% têm coleta de esgoto e, do total coletado, menos de 40% são tratados.

ONDE QUEREMOS CHEGAR

Implantação da Política Nacional de Resíduos Sólidos, redução da geração de resíduos, incentivo ao reuso e aumento na reciclagem, disposição final adequada para 100% dos resíduos, além de condições de trabalho dignas para os catadores.

Universalização do saneamento básico.


1: 7/48
2: 6/48
3: 5/48
4: 4/48
5: 15/48
6: 4/48
7: 7/48

Veja qual foi a proposta mais compartilhada: